Verão: medidas de combate ao escorpião

Há vantagens e desvantagens no ambiente com árvores e rica vegetação do Jardim Marajoara. Ao lado do lado positivo do verão, o calor e a umidade típicos do período entre dezembro e março são exatamente o clima em que os escorpiões encontram as melhores condições para se multiplicar. No ano de 2018, houve precedentes de ao menos dois casos de encontro de moradores com escorpiões em suas propriedades. Felizmente, o animal não atacou os vizinhos em nenhum dos encontros. Assim, vale a pena se inteirar sobre as informações básicas envolvendo ataques de escorpião.



Sobre o escorpião

O escorpião é um aracnídeo que pode ou não ser venenoso. Ele não gosta de claridade e, por isso, refugia-se em lugares escuros e úmidos. No ambiente doméstico, tais lugares podem ser buracos e frestas nas paredes, sapateiras, muros, rodapés soltos e forros de madeira. Em áreas externas, pilhas de madeira, tijolos e telhas, lixo e matagal são exemplos de potenciais criadouros.

Escorpiões são tipicamente encontrados na zona rural, mas têm expandido sua zona de alcance pelo país, multiplicando-se e adaptando-se a ambientes urbanos. Em 2018, 141,4 mil casos de acidentes com escorpiões foram registrados no Brasil. No ano anterior, os eventos somavam 125 mil registros – dos quais 88 resultaram em óbito.

Alguns de seus predadores naturais são: lagartixas, sapos, galinhas d’Angola e saruês. Os principais alimentos do escorpião são insetos, aranhas, pequenos roedores, pássaros e até mesmo outros escorpiões.

A espécie de escorpião que mais causa acidentes no Brasil é o Tityus serrulatus, o escorpião amarelo.

Medidas de precaução

Para evitar a entrada dos escorpiões nas residências:

  • Usar telas em ralos de chão, pias e tanques;

  • Vedar as frestas nas paredes e colocar soleiras nas portas;

  • Afastar as camas e berços das paredes

  • Vistoriar as roupas e calçados antes de usá-los.

Nas áreas externas, as principais dicas são:

  • Manter jardins e quintais livres de entulhos, folhas secas e lixo doméstico;

  • Manusear cuidadosamente os itens do tópico anterior que eventualmente se acumulem em casa: usar luvas e botas de raspas de couro;

  • Não colocar a mão em buracos, embaixo de pedras ou em troncos apodrecidos;

  • Manter todo o lixo da residência em sacos plásticos bem fechados para evitar baratas, que servem de alimento para escorpiões;

Mais recentes
Arquivo

SAJAMA

Sociedade dos Amigos de Bairro do Jardim Marajoara

Rua Mantis, 25, Jardim Marajoara
São Paulo - SP, CEP 04664-110

11 5541.8390

secretariasajama@sajama.org.br

  • Facebook Clean Grey
  • Twitter Clean Grey
  • LinkedIn Clean Grey